.

I N T E R N A U T A S -M I S S I O N Á R I O S

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Comentários-Prof.Fernando


Comentários-Prof.Fernando(*) http://homiliadominical.blogspot.com.br

15ºdom.tempoComum (7ºpósPent.) 15julho2012–o que levar na viagem?–

RESUMO Eu não era profeta nem filho de profeta (sou pastor e lavrador) – Vai profetizar (Am7,12-15)
● Chamou os doze, deu-lhes autoridade sobre os espíritos imundos – levassem apenas um cajado e sandálias para o caminho (mas não pão, sacola, dinheiro nem duas túnicas) – partiram, diziam a todos que se convertessem, expulsavam demônios e curavam doentes. (Mc 6,7-13)

Viagens
·                    Uma viagem se prepara. Se arruma as malas escolhendo o que levar e o que não levar. O que se leva “para o caminho” não é o que se tem quando estabelecido num lugar. Como conta Amós a seu próprio respeito, cada tem sua profissão, na sua cidade, vive com sua família, os vizinhos, em suma, um contexto. O texto aqui não se refere a qualquer viagem. Trata do caminho do “Profeta” (Mensageiro, aquele que anuncia a Boa Notícia) cujo papel é passar adiante o que ouviu para que outros também se alegrem.
Profetas
· Ninguém (nem nós nem outros) pode escolher quem vai ser Profeta. Deus é quem chama e convoca. Mas todo mundo pode ser profeta se antes teve a “experiência” de Deus. Essa experiência é experiência do amor. Sua vontade é que todos tenham vida. É pena que muita gente confunde “vontade de Deus” com “destino”, uma espécie de roteiro traçado previamente para a vida de cada um, “estava escrito nas estrelas”. Não somos mais a Grécia antiga que acreditava no Destino ou nas Parcas que eram fiandeiras da vida humana. Mas parece que nossa cultura atual adora conhecer calendários maias e todo tipo dessas pseudo-explicações encontradas em horóscopo de jornal ou na ou  na consulta aos “videntes”. Diz-se que cada um vive seu karma (conceito fisgado em outra cultura e deslocado de seu contexto).
· Ninguém se torna Mensageiro do amor divino numa profissão (“não sou profissional nem filho de profeta” dizia Amós, lembrando que na história de Israel houvera um tipo de profeta “profissional” a serviço de autoridades e reis). O Profetismo bíblico mostra que é um chamado (convite, proposta, revelação e consciência individual da missão).
· A vida é semelhante à viagem dos imigrantes (hoje, além dos que vão em busca de emprego e trabalho, há os que imigram como refugiados de guerras e perseguições). Toda vez que ajudamos um companheiro de viagem, somos profetas. Nem que seja com uma simples palavra, uma orientação ou um grande apoio. O texto de hoje aponta o Ideal apresentado pelo Mestre de Nazaré aos seus discípulos. Não é uma receita nem é uma lista de objetos ou roupas que devemos carregar na mala de nossas viagens.
Orientações para a caminhada(**)
·               “autoridade sobre os espíritos imundos”. Quem conviveu com o Mestre não tem medos mas, ao contrário, recebeu “autoridade” (hoje a palavra é muito carregada ou igual a poder, manipulação, controle, governo sobre massas ou sobre o povo, mas, o termo provém do verbo “augére” = “fazer crescer”, tornar os outros adultos e capazes de uma vida digna (conforme interpreta Pagola). A “autoridade” recebida é sobre tudo que é mau (“imundo”).
·               “apenas um cajado” e “sandálias’ para o caminho. Tudo o que nos dá apoio ou permite caminha sobre pedras ou poeira é importante. Escolher o que levar é preparar-se (na família, na escola, no treinamento profissional). Nosso objetivo não é “pagar promessa” sangrando os pés. O cajado nos dá apoio nas trilhas da vida e nos defende de picadas de cobra,
·               “nem pão, nem sacola, nem dinheiro nem duas túnicas”. Não significa deixar de comer ou não ter cheque ou moeda, ou não se agasalhar no frio.  , uma notícia boa, uma orientação para os outros. É com sua própria vida, acima de tudo, que o profeta anuncia.
·               “pregar a conversão” principalmente hoje, significa mostrar aos outros os valores e comportamentos que podem tornar nossa sociedade mais humana.

oooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
(*) Prof. (USU-Rio) mestre (educação/ teologia/ t.moral). consultoria: fesomor2@gmail.com
(**)baseado em J.A.Pagola16.7.2000)

Nenhum comentário:

Postar um comentário